« Dung Beetles are "Full of It" | Main | Which Elephant is Which? »

Qual Elefante é Qual?

de Bart Wursten

Elephant1_resizedOs molares de um elefante ajudam a determinar com precisão a sua idade. Os elefantes têm um molar grande em cada metade do maxilar inferior e superior.Esses molares são transversalmente orientados e perfeitamente adequados a mastigar as quantidades massivas de alimentos fibrosos que os elefantes ingerem. Os molares dos elefantes nascem seis vezes consecutivas. Ao longo dos anos, os dentes usados desgastam-se e são lentamente empurrados e substituídos pelos seguintes. Os elefantes são um dos poucos animais que, sendo-lhe dada a oportunidade, podem completar uma vida e morrer com muita idade. Assim que os últimos dentes se desgastem, o tempo de vida do elefante chega ao fim pois ele não será capaz de alimentar-se a si próprio por muito mais tempo. 

O marfim dos dentes de elefante é altamente influenciado pelo teor de minerais na dieta alimentar do elefante. No Botswana, por exemplo, os dentes compridos são extremamente raros e uma grande percentagem da população de elefantes tem dentes partidos ou muito danificados. A principal razão para isso é uma grave deficiência de minerais nos solos do Botsawna, e consequentemente na comida, que fazem com que o marfim seja relativamente leve e delicado. Acontece também frequentemente que, nalgumas populações de elefantes em África, por razões que se prendem à genética, nascem elefantes sem dente ou espécimes com apenas um dente. Ainda que ambos os sexos tenham dentes, o dentes verdadeiramente grandes pertencem invariavelmente aos machos. Outro factor que desempenhou um papel importante foram os longos períodos de caça ilegal e furtiva, durante os quais o tamanho dos dentes era o que importava e por isso, os elefantes com dentes grandes ou elefantes mais idosos eram, normalmente, o alvo principal.

Não será necessário lembrar que, no campo, os molares não são muito úteis. Os elefantes estão ainda menos inclinados a ser olhados ao dente do que um "cavalo dado".

Elephant2Os investigadores usam na maior parte das vezes as orelhas para identificar os elefantes. Ao longo dos anos, a maioria dos elefantes magoa as suas orelhas e as cicatrizes numa ou em ambas as orelhas formam normalmente um padrão único através do qual o elefante se torna reconhecível. Uma vez que os elefantes têm tendência a estender as orelhas e levantar a cabeça ao primeiro sinal de perigo, as suas orelhas tornam-se ainda mais visíveis. Como é óbvio, é necessário algum treino para identificar um elefante rápida e convenientemente. Se um novo investigador precisar primeiro de analisar um monte de fotografias para ajudá-lo na identificação, ele ou ela poderá estar a tempo de descobrir por qual elefante está prestes ser atropelado!

About

This page contains a single entry from the blog posted on March 6, 2008 8:14 PM.

The previous post in this blog was Dung Beetles are "Full of It".

The next post in this blog is Which Elephant is Which?.

Many more can be found on the main index page or by looking through the archives.

Hosted by
www.gorongosa.net